Pular para o conteúdo principal

Criada a Comissão Integrada de Segurança Cidadã

Representantes de instituições, órgãos públicos e associações estiveram reunidos para definir um trabalho de planejamento, visando executar algumas ações para a redução da violência, em Campos. O encontro foi um desdobramento da audiência pública, sobre segurança que aconteceu na Câmara Municipal, na última semana.
Membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Rotary Clube São Salvador, Polícia Militar, Fenorte, Guarda Municipal, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Secretaria Municipal de Educação, definiram pela criação da Comissão Integrada de Segurança Cidadã . Juntos vão elaborar um documento único de propostas que serão encaminhadas aos governos municipal e estadual. 
Propostas como a implantação do disque denúncia, o aumento de efeito do 8º B.P.M., a participação dos guardas municipais na segurança das ruas e reforço nas escolas públicas são alguns dos encaminhamentos que serão feitos.
De acordo com o presidente da OAB, Carlos Fernando Monteiro, Guru, a ordem defende a implantação do disque denúncia por entender que através do programa, o cidadão será motivado a passar de forma sigilosa, informações sobre as ações criminosas que acontecem na cidade. “ O programa funciona com profissionais capacitados, 24h por dia, todos os dias da semana e é ferramenta de apoio no combate ao crime. O denunciante tem a identidade reservada e uma pequena informação pode ser fundamental para ajudar a polícia a solucionar um crime”, afirmou Carlos Fernando. 
Assim que o documento único for elaborado pela Comissão Integrada de Segurança Cidadã, os representantes voltam a se reunir para avaliação e discussão das próximas ações. A intenção é de que os encontros sejam permanentes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tributarista de Campos é o novo assessor de ministro do STF

Carlos Alexandre de Azevedo Campos vai trabalhar com o ministro Marco Aurélio Mello Novo assessor vai dividir seu tempo entre Campos e Brasília Um dos mais brilhantes advogados da cidade, o tributarista Carlos Alexandre de Azevedo Campos, de 40 anos, recebeu convite - e aceitou - para integrar a equipe de assessores do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello. A indicação do nome dele surgiu entre os próprios assessores de Mello que ficaram impressionados com a qualidade de uma recente resenha do advogado. O aspecto técnico da indicação, considerando somente a bagagem acadêmica de Azevedo Campos o deixou muito feliz: “A escolha do meu nome foi baseada em meus conhecimentos do Direito e não por aspectos políticos. Minha grande alegria é a de ir trabalhar com um ministro que sempre admirei por sua força intelectual”, disse. O novo assessor revelou que já esteve em Brasília para uma conversa com o ministro Marco Aurélio. “Ele gostou da minha indica…

Transporte dos Advogados

Convite: Lançamento de livro