Pular para o conteúdo principal

Entrevista: Presidente da 12a. Subseção-OAB-Campos

Entrevista com o presidente da 12ª. Subseção Carlos Fernando Monteiro da Silva o “Guru”.


Blog - O senhor foi empossado no dia 02/01 no Rio de Janeiro para o triênio 2013/2015. Quais os principais objetivos de sua gestão?
CF – Nossa luta inicial é pela vinda de juízes e serventuários na Vara Cível e Federal. Precisamos também, urgentemente, finalizar as obras do terreno onde funciona como estacionamento no fórum Estadual, bem como reformar a sala onde os advogados atendem os clientes na Casa de Custódia. Por sua vez, nosso principal objetivo inicial é a construção de nossa tão sonhada sede social e esportiva. Para tanto, estamos tratando da regularização da doação do terreno que recebemos da Prefeitura em 2009, para que possamos iniciar as obras.
Blog – Quando ocorrerá a posse dos Diretores e Conselheiros?
CF – No dia 23/01, às 18 horas no salão nobre da Casa do Advogado.
Blog – O que os advogados podem esperar da nova gestão?
CF – Muita dedicação e trabalho. Formamos uma diretoria e conselho de advogados comprometidos com a sua classe, dispostos a doar seu precioso tempo em prol de novas lutas e conquistas.
Blog – Quanto ao Poder Judiciário local? Justiça Estadual, Justiça do Trabalho, Justiça Federal e Juizados Especiais Cíveis, Criminais e Federal.
CF – Vivemos um momento crítico no judiciário nacional. São poucos juízes, serventuários e varas para um número elevadíssimo de processo. Para se ter uma ideia, em Campos, são, em média, 1000 processos por cada vara. Fica humanamente impossível zerar esta estatística. Como os Tribunais promovem poucos concursos, e estes aprovam um número inexpressivo de candidatos, nunca teremos um judiciário eficaz.
Precisamos atuar, em conjunto com toda a sociedade civil organizada, para que o Judiciário promova ações para dar agilidade no processamento e julgamento dos processos, sob pena de sua total falência.
Blog – O processo eletrônico seria uma forma de celeridade processual?
CF – Sem dúvida alguma, o processo eletrônico trará mais celeridade processual. Junto a isso, o judiciário deve implantar um modelo de gestão mais moderno e eficiente, uniformizando procedimentos e exigindo maior comprometimento dos funcionários em geral.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tributarista de Campos é o novo assessor de ministro do STF

Carlos Alexandre de Azevedo Campos vai trabalhar com o ministro Marco Aurélio Mello Novo assessor vai dividir seu tempo entre Campos e Brasília Um dos mais brilhantes advogados da cidade, o tributarista Carlos Alexandre de Azevedo Campos, de 40 anos, recebeu convite - e aceitou - para integrar a equipe de assessores do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello. A indicação do nome dele surgiu entre os próprios assessores de Mello que ficaram impressionados com a qualidade de uma recente resenha do advogado. O aspecto técnico da indicação, considerando somente a bagagem acadêmica de Azevedo Campos o deixou muito feliz: “A escolha do meu nome foi baseada em meus conhecimentos do Direito e não por aspectos políticos. Minha grande alegria é a de ir trabalhar com um ministro que sempre admirei por sua força intelectual”, disse. O novo assessor revelou que já esteve em Brasília para uma conversa com o ministro Marco Aurélio. “Ele gostou da minha indica…

Transporte dos Advogados

Convite: Lançamento de livro